Natura

Calor que se sente.

Calor natural com um toque natural.

  • Cliente
    Fogo Montanha
  • Sector
    Lorem Ipsum
  • Ano
    2017

Numa relação próxima com a Fogo Montanha, estabelecemos o objetivo de conceber uma salamandra a lenha que as pessoas pudessem tocar e relacionar-se com o calor de uma forma mais envolvente. O nosso histórico de pesquisa neste mercado indicou-nos que as pessoas gostam do calor mas temem magoar-se ao interagir com o mesmo.

O que podemos fazer para proporcionar uma nova experiência de calor através de uma salamandra a lenha, que dê confiança às pessoas para usá-la de uma maneira diferente?

Incluímos um material natural e premium: a cortiça. Aproveitando as propriedades naturais da cortiça criámos uma barreira entre o calor e o usuário. A cortiça permite o fluxo do calor e, ao mesmo tempo, evita lesões.

Estrutura resistente,
suave ao toque.

Natura é uma salamandra desenhada para a empresa Fogo Montanha com o objetivo de oferecer um toque mais natural a um produto industrial. A ideia de usar a cortiça como capa protetora surgiu do desejo de proporcionar ao utilizador a experiência de tocar na salamandra, e assim ter uma melhor perceção do calor.

Tendo em mente uma construção simples, o corpo principal é produzido em aço e os perfis de cortiça são depois colocados e fixos a este. Estes perfis são separados da estrutura de aço para prevenir que a cortiça escureça com a utilização ao longo do tempo.

Sendo feito com perfis de cortiça modulares, a repetição dos mesmos traz à memória os antigos radiadores a óleo. Ao mesmo tempo, o uso deste material reforça a ideia de segurança, permitindo aos utilizadores tocar e sentir a salamandra sem qualquer perigo, tornando o equipamento adequado para qualquer divisão da casa.

Rigorosos testes de segurança.

Como projeto de investigação, o desenvolvimento da Natura contou com mais de 2 anos onde a relação entre a cortiça e câmara de combustão foram estudadas e aprimoradas para garantir a correta circulação de ar, facilidade de montagem no local e, em simultâneo, a segurança do utilizador ao interagir com a salamandra, através de rigorosos testes ao seu funcionamento.